quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Mercedes Classe V

Classe V

No visual, a Classe V é oferecida em duas versões - Classe V e Classe V AvantGarde - com duas opções de distância de entre-eixos e três comprimentos de carroceria, que varia de 4,895 a 5,370 m. A van é equipada com motor 2.1 turbodiesel com três tipos de potência: V 200 CDI (136 cv), V 220 CDI (163 cv) e o V 250 BlueTEC de 190 cavalos. Ambas acopladas a um câmbio automático de sete velocidades.


confira as fotos


quarta-feira, 20 de agosto de 2014

como trocar correia do apolo AP 1.6/1.8/2.0 8 válvulas

Motor AP 1.6/1.8/2.0 8 válvulas
Ford:
Volkswagen:
Escort 1.6, Escort 1.8, Escort 2.0, Pampa 1.6, Pampa 1.8, Royale 1.8, Royale 2.0, Verona 1.6, Verona 1.8, Verona 2.0, Versailles 1.8, Versailles 2.0. Apolo 1.8, Gol 1.6, Gol 1.8, Gol 2.0, Golf 1.8, Logus 1.6, Logus 1.8, Logus 2.0, Parati 1.6, Parati 1.8, Parati 2.0, Pointer 1.6, Pointer 1.8, Pointer 2.0, Polo 1.6, Polo 1.8, Polo 2.0, Quantum 1.6, Quantum 1.8, Quantum 2.0, Santana 1.6, Santana 1.8, Santana 2.0, Saveiro 1.6. Saveiro 1.8, Saveiro 2.0.
30 N.m
>>Procedimento para verificação do sincronismo da correia dentada
Para verificar o sincronismo da correia dentada dos motores AP 1.6/1.8/2.0 8 válvulas, proceda da seguinte forma:
Posicione manualmente o volante do motor na marcação OT - condição em que o 1º cilindro encontra-se em PMS, no final da fase de compressão (figura 1);
Observe se nessa condição a marca de sincronismo da polia do comando de válvula coincide com a referência na face superior do cabeçote (figura 2);
Observe se o eixo distribuidor de ignição está posicionado corretamente. Com a correia dentada em sincronismo, o rotor de ignição deve apontar para a marca de referência (figura 3);
Caso seja verificado sincronismo incorreto ou se deseje substituir a correia, faça o procedimento a seguir.
Retirar a tampa superior de proteção da correia;
Retirar a correia do alternador e a polia da bomba d`água;
Retirar a polia do virabrequim (fixada por 4 parafusos allen);
Retirar a proteção plástica inferior da correia;
Girar manualmente o motor e posicionar o volante do mesmo na marca OT (figura 1). Nessa condição a marca de sincronismo da polia do comando de válvulas deve coincidir com a referência na face superior do cabeçote (figura 2);
Solte a porca do tensionador. Utilizando-se uma ferramenta especial ou um alicate de bico, afrouxe o tensionador e retire a correia (figura 4). Evite movimentar bruscamente o virabrequim. Lembre-se de que sem a correia, há risco de colisão entre os pistões e as válvulas;
Instale a correia nova no sentido de rotação do motor.
Comece a instalação pela polia do virabrequim;

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

como trocar a corrente da falcon

1º Passo.

Drene o óleo, já poderá retirar os tubos de óleo da tampa lateral. Retire as carenagens laterais e o tanque (solte apenas a grande frontal não sendo necessária a retirada das abas laterais), pedal do freio traseiro, cabo da embreagem, reservatório de óleo, ponteira do escape e coletor de escape (curva), carburador e a válvula de sucção de ar e seus tubos para ficar mais fácil e não correr o risco de algo acontecer. Retire o filtro de óleo, a tampa lateral do motor lado direito, fixação superior do motor, tampa de regulagem das válvulas e tampa do cabeçote. Aproveite e limpe a tela de óleo.


2ª Passo.

Retire os discos de embreagem e afrouxe o cubo de embreagem usando o fixador de embreagem (chave especial) e a porca do virabrequim (calçada com chave de fenda ou ferramenta especial), retire o acionador da correte de comando e retire o comando de válvulas. Aqui você pode retirar a engrenagem do comando ou não, fica ao seu critério.








Solte a corrente para baixo, retire o cubo da embreagem e as engrenagens do virabrequim, retire à corrente.

Se for trocar o tensor aqui é a hora. Solte o parafuso e o retire por baixo colocando o novo



Coloque a corrente nova por cima e amarre com um arame para não cair. Monte na seqüência inversa da desmontagem das engrenagens do virabrequim. Obs. A corrente de comando tem uma marca a qual deverá ser montada para fora, para que numa futura desmontagem não seja colocada invertida.

No caso de trocar a “guia” retire o cabeçote soltando as quatro porcas correspondentes. Retire a guia velha e coloque a nova certificando de que a mesma fique bem encaixada. Aqui é recomendável trocar a junta do cabeçote, mas não se preocupe também é possível reutilizá-la. Para tanto aplique uma camada de tinta spray nos dois lados da mesma. Essa camada de tinta funcionara como vedante, já que a nova vem pintada.



3ª Passo.

Aqui começa a remontagem com duas hipóteses possíveis. Com ou sem retirada do cabeçote.

1ª. Se você retirou o cabeçote, coloque os pinos guias e a junta conforme o caso posicionando corretamente. Coloque o cabeçote, as arruelas e porcas. Aperte de forma cruzada por igual até encostar (pequena resistência e força). Agora é a hora de usar o toquímetro, aplique 4.4Kg.m em todas as porcas de forma cruzada. Obs. Cuidado com o torquimetro, pois a força aplicada será diferente para cada tipo de ferramenta, pois existem vários tipos.

Dica: Aproveite para limpar a carbonização do pistão.  Sem o cabeçote coloque o pistão no ponto morto superior (PMS), bastando girar o motor e colocando no ponto mais alto e conferindo a marca de referência.

2ª Se você não retirou o cabeçote comece por aqui.  Retire as tampas do orifício do virabrequim e do ponto de ignição. De umas três voltas e alinhe a marca “T” com a marca de referência.



Agora recoloque o comando de válvulas e encaixe a corrente de comando na engrenagem tomando cuidado para colocar no lugar as marcas de referência.  Verifique se todos os pinos guias estão no local, tanto da tampa quanto os dos rolamentos do comando. Coloque o acionador no local colocando uma junta nova.



Obs. 1. As marcas de referência devem estar alinhadas com o cabeçote e a inscrição “OUT”, virada para o lado do escape;
Obs. 2.  A junta do acionador é vendida na forma de papel ou metal. Aqui pode ser usada também a junta líquida sem nenhum problema.

Coloque a junta e a tampa do cabeçote tomando cuidado com as posições dos balacins. Coloque os parafusos e encoste a tampa. Aperte de forma cruzada. Obs. Aqui não tem torque especifico, tenha bom senso e não use força em excesso. Uma boa dica é usar uma chave tipo “biela” conhecida também como “L”. Utilizando como cabo de força seu lado menor. Agora se quiser já dá para regular as válvulas. Se não tiver os calibres especificados de 0,10mm para admissão e 0,12mm para escape, não se preocupe. Poderá usar somente o de 0,10mm já respeitada as variações de 0,02mm.



Coloque o motor em PMS alinhando a marca de referência com a marca “T” e verifique se há alguma folga nas válvulas.  Se não tiver folga o motor não está em PMS.  Depois de reguladas gire o motor e confira novamente. Monte as tampas dos orifícios de válvulas tomando cuidado para não apertar em excesso.

Confira o todo serviço já realizado até aqui. Agora vem a finalização. Com o cubo da embreagem e a porca do virabrequim já apertado remonte a embreagem. Não se esqueça de colocar a tela de óleo e a engrenagem da bomba de óleo e seu oring. Coloque os pinos guias, a junta e monte a tampa e o filtro de óleo. Não se esqueça do braço da embreagem.

Remonte o restante que foi retirado como: coletor de escape e ponteira, reservatório de óleo, válvula de sucção de ar e seus tubos, carburador, pedal de freio, cabo da embreagem, tanque e laterais. Não se esqueça de colocar óleo no motor.

Pronto sua corrente de comando já foi trocada e seu motor não parece mais carro a diesel.

Dicas de ferramentas. O fixador de embreagem pode ser feito com três separadores de embreagem unidos e soldados fazendo uma pequena haste e o calço para segurar as engrenagens do virabrequim deve ser feita com uma engrenagem velha do mesmo, cortada ao meio. 

terça-feira, 12 de agosto de 2014

BMW 320i

BMW 320i ActiveFlex 2015

Disponível na rede de concessionárias ainda neste mês, com preços sugeridos de R$134.950 (320i), R$143.950 (320i GP), R$164.950 (320i Sport GP), o BMW 320i é equipado com o motor 2.0 L de quatro cilindros, que desenvolve potência de 184 hp entre 5.000 e 6.250 rpm e torque de 270 Nm entre 1.250 e 4.500 rpm. De 0 a 100 km/h chega em 7,3 segundos e à máxima de 235 km/h, com o motor ActiveFlex.

BMW 328i

BMW 328i ActiveFlex

Com 245hp de potência e 350 Nm de torque, o BMW 328i ActiveFlex tem a versão única Sport GP. Tem câmbio automático Sport, de oito velocidades, e troca em paddle shifts (borboletas) atrás do volante. Além da tecnologia e conforto já presentes na versão atual, a linha 2015 chega com uma novidade: o dispositivo Comfort Access. Ele possibilita o destravamento das portas automaticamente quando o condutor se aproxima do carro com as chaves no bolso. Ao sair do carro, para trancá-lo e rebater os espelhos, basta um simples toque na maçaneta. Disponível nas concessionárias a partir de agosto, o BMW 328i Sport GP ActiveFlex 2015 chega com preço de R$203.950.